Aumentam as queixas de sites fraudulentos em nome da Tiffosi

Segundo o Portal da Queixa, a marca de vestuário Tifossi está a ser alvo de esquemas fraudulentos que utilizam o nome da marca para enganar consumidores.

No arranque da época de saldos, o Portal da Queixa identificou, nas últimas horas, um aumento de reclamações a denunciarem falsos websites. De acordo a rede social de consumidores de Portugal, a marca de vestuário Tifossi – à semelhança do que aconteceu com a Stradivarius -, está a ser alvo de esquemas fraudulentos online que utilizam o nome da marca para enganar consumidores.

Este é um esquema que já começa a ser repetido, mas com marcas diferentes, alerta o Portal da Queixa. A plataforma explica que detectou o registo de várias reclamações a reportar o surgimento de websites falsos que, o utilizarem a denominação “Outlet”, estão alegadamente a promover ofertas online em nome da marca Tiffosi. Alguns dos casos partilhados pelos consumidores dão como exemplo, os seguintes sites fraudulentos: tiffonlinept.shop ou tifoutonlin.shop.

Maria Vilaça, uma das consumidoras que foi lesada com este esquema partilha no Portal da Queixa que “Devia ter suspeitado de burla, porque como diz o ditado, ‘Quando a esmola é grande o pobre desconfia’, mas como era um site de Outlet e a marca Tiffosi é uma marca de confiança, resolvi arriscar.” A mesma consumidora entende que a marca possa não ter responsabilidade direta no caso, mas lamenta que “a Tiffosi ainda não tenha feito nada para reverter a situação, pois o site ainda está a funcionar, e continua a vender.

Ana Raposo, outra das consumidoras enganadas, afirma que tudo lhe parecia autêntico e legítimo “dado apresentar o logotipo da Tiffosi, bem como os artigos da coleção da Tiffosi (…) Para além disso, anteriormente o site da Tiffosi tinha um separador que denominava de outlet, pelo que quando vi a denominação da página, www.tifoutonlin.shop, achei que se tratava efectivamente da separação dos produtos de outlet para um endereço específico”.

O Portal da Queixa salienta que este é um exemplo que reforça a necessidade de se comprar online com atenção, conhecimento e segurança, nomeadamente, estar informado e questionar-se sobre a autenticidade dos websites antes de consumar uma compra e, assim, evitar cair em esquemas fraudulentos.

O Pulsar Económico contactou a Tiffosi para saber se estaria a desenvolver acções para alertar os clientes e se a empresa já reportou as páginas referidas como falsas. A resposta chegou, por email, na tarde de 31 de Janeiro, 21 dias após a publicação da notícia e do envio do pedido de esclarecimentos.

Na resposta enviada ao Pulsar Económico é referido que “a marca Tiffosi para além de informar os seus clientes dos sites fraudulentos que usam indevidamente o nome da marca, está também, permanentemente, a bloquear os referidos sites, assim como está a tomar todas as diligências legais para identificar os autores dos mesmos“.

_____
Notícia actualizada a 31-01-2022 com a resposta da Tiffosi