BdP alerta para risco de agravamento do custo da dívida

O aviso divulgado hoje pelo Governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, é especialmente dirigido ao Governo e aos bancos mais expostos à dívida pública.

O Banco de Portugal alerta para o risco de agravamento dos custos de financiamento de Portugal nos mercados internacionais, perante a subida da inflação e a política monetária mais restritiva do Banco Central Europeu. O aviso do Governador, Mário Centeno, é especialmente dirigido ao Governo e aos bancos mais expostos à dívida pública.

Mário Centeno já tinha avisado na semana passada que o próximo Governo “terá dois a três anos para repor o equilíbrio das contas públicas”, depois dos défices orçamentais e da subida da dívida pública em resultado das medidas de apoio aos particulares e empresas devido à pandemia.

O Banco de Portugal considera que o próximo Governo, que será formado após as eleições de 30 de Janeiro, terá de avançar com “um plano credível de consolidação orçamental, em particular de reversão do aumento da despesa permanente acima da trajectória do PIB”, para reduzir o risco de aumento dos custos de financiamento nos mercados internacionais.