Boxer junta-se à estratégia de electrificação da Peugeot

O Peugeot Boxer, a proposta no segmento dos grandes furgões, junta-se à estratégia de electrificação da marca com a abertura de encomendas em Portugal.

O Peugeot Boxer, a proposta da marca no segmento dos grandes furgões, junta-se, agora, à estratégia de electrificação da marca, com a abertura de encomendas em Portugal para o novo e-Boxer, a sua versão 100% eléctrica, que vem completar a oferta dos novos Peugeot e-Partner e Peugeot e-Expert (eleito “International Van of the Year 2021”). Com a chegada das primeiras unidades do e-Boxer ao mercado nacional prevista para Fevereiro, a totalidade da gama de veículos comerciais ligeiros da Peugeot passa a ter versões eléctricas.

Segundo o comunicado do fabricante, o “Peugeot Boxer está a aumentar a sua quota de mercado todos os anos no segmento dos grandes furgões que representa mais de 550.000 veículos por ano na Europa”. E acrescenta, “com base no seu sucesso comercial ao longo das gerações, com mais de 1.250.000 veículos produzidos e vendidos em 110 países desde o seu lançamento em 1994, o Peugeot Boxer passa agora a integrar a transição eléctrica”.

O novo Peugeot e-BOXER eléctrico disponibiliza:

  • Dois níveis de autonomia com um máximo de 224 km no ciclo WLTP;
  • Duas capacidades de bateria com 37 kWh e 70 kWh;
  • Três comprimentos e duas alturas;
  • Uma capacidade de carga útil de referência;
  • Um volume de carga idêntico ao da versão térmica, até um máximo de 13 m3;

Disponível na versão de equipamento Premium, a gama nacional é composta por 3 furgões (L1H1, L2H2 e L3H2) com preços compreendidos entre os 71.340 euros e os 81.660 euros.

O novo Peugeot e-Boxer é também proposto em versões chassis, com preços de 77.416 euros (simples) e de 79.015 euros (dupla).

Autonomia

O novo Peugeot e-Boxer tem uma dupla oferta em termos de autonomia, que depende da carroçaria. As carroçarias furgão L1 e L2 têm uma bateria de iões de lítio de 37 kWh, que lhes permite ter uma autonomia de 117 km em circuito misto. As versões furgão L3, bem como as versões chassis cabine (simples e dupla), estão equipadas com uma bateria de 70 kWh que lhes permite ter uma autonomia de 224 km em circuito misto. Ambas as autonomias estão de acordo com o protocolo de homologação WLTP.

Os tempos de carregamento são os seguintes:

  • A partir de um posto de carregamento rápido de 50 kW, permite alcançar 80% da carga em 1 hora (bateria de 37 kWh e 70 kWh);
  • A partir de uma Wall Box de 22 kW, permite uma carga completa em 5 horas (bateria 37 kWh) ou 9 horas (bateria 70 kWh);
  • A partir de uma Wall Box de 7,4 kW, permite uma carga completa em 6 horas (bateria 37 kWh) ou 12 horas (bateria 70 kWh). O carregamento é compatível com tomadas do tipo 2 (em modo 2 ou 3, em corrente alternada) e combo CCS 4 (em modo 4, em corrente contínua).

O novo modelo conta com um duplo carregador a bordo de série (monofásico de 7 kW e trifásico de 22 kW).

Equipamento de série

  • Sistema de áudio Bluetooth com ecrã de 5’’ e comandos no volante;
  • Ajuda ao estacionamento traseiro;
  • Ar condicionado manual;
  • Faróis e limpa para-brisas automáticos;
  • Retrovisores eléctricos e aquecidos;

Equipamento opcional

  • Navegação com ecrã tátil de 9’’;
  • Câmara de marcha-atrás;
  • Active safety brake;
  • Alerta de transposição involuntária de faixa;
  • Leitura dos painéis de velocidade e de proibição;
  • Comutação automática de máximos;
  • Sistema de monitorização de ângulo morto;
  • Regulador/limitador de velocidade;
  • Rear traffic alert;
  • Faróis DRL de LED.