BPI regista lucro consolidado de €242 milhões até Setembro

O BPI registou nos nove primeiros meses de 2021 um lucro consolidado de 242 milhões de euros, depois dos 86 milhões observados no período homólogo de 2020.

O BPI registou nos nove primeiros meses de 2021 um lucro consolidado de 242 milhões de euros, depois dos 86 milhões de euros observados no mesmo período de 2020.

Na actividade em Portugal, o resultado líquido recorrente do BPI ascendeu a 137 milhões de euros, que compara com os 47 milhões de euros do mesmo período do ano passado, quando foram registadas imparidades significativas para prevenir potenciais impactos da pandemia.

O contributo da participação no BFA para o resultado consolidado foi de 100 milhões de euros, que inclui os 40 milhões de euros do dividendo de 2020 e 50 milhões de euros da distribuição de reservas reconhecidos em resultados. O contributo da participação no BCI foi de 14 milhões de euros até Setembro de 2021.

João Pedro Oliveira e Costa, Presidente Executivo do BPI, destaca que “os resultados dos primeiros nove meses de 2021 evidenciam que o BPI mantém a trajectória de crescimento da actividade comercial e das quotas de mercado, alicerçada numa forte subida nos recursos, no crédito à habitação e na venda de produtos de poupança e investimento. Paralelamente, o Banco apresenta uma elevada qualidade dos activos e uma capitalização confortável. O banco comemorou em Outubro 40 anos numa posição fortalecida, com o compromisso de apoiar a economia e as pessoas, dentro e fora do banco. Destaco igualmente o papel do BPI, com o apoio do CaixaBank, no financiamento de algumas das maiores operações de financiamento sustentável em Portugal. O financiamento verde e social é uma tendência que se vai acentuar nos próximos anos e com qual o Grupo tem um forte compromisso”.

Recursos totais de Clientes aumentam 9.2%

Os recursos totais de clientes cresceram 9.2%, totalizando 39.263 milhões de euros no final de Setembro de 2021. Destacam-se os depósitos de clientes que registaram uma subida de 10.9% yoy, totalizando 28.038 milhões de euros. Os depósitos de clientes representam 71% do activo e constituem a principal fonte de financiamento do balanço. A quota de mercado dos depósitos situou-se em 10.7% em Agosto de 2021.

Carteira de crédito total aumentou 7.5% yoy

A carteira total de crédito a clientes (bruto) aumentou 7.5% yoy, para 27.137 milhões de euros, o que corresponde a um incremento de 1.895 milhões de euros. A quota de mercado situava-se nos 10.9% em Agosto de 2021.

A carteira de crédito a empresas cresceu 5.4% para 10.461 milhões de euros.

A carteira de crédito à habitação aumentou 8% yoy, para 12.741 milhões de euros em Setembro 2021. A contratação de crédito hipotecário aumentou 38% face ao mesmo período do ano passado alcançando 1.728 milhões de euros nos primeiros 9 meses de 2021. O BPI atingiu uma quota de mercado na contratação acumulada até Agosto de 15.3% e a quota de mercado de crédito hipotecário em carteira ascendeu a 12.8% no mesmo mês.