Imigrantes contribuíram com 1.000 M€ para a Segurança Social

Os imigrantes em Portugal foram responsáveis por mais de 1.000 milhões de euros em contribuições para a Segurança Social, mas só beneficiaram de 273 milhões.

Os imigrantes em Portugal foram responsáveis por mais de 1.000 milhões de euros em contribuições para a Segurança Social em 2020, mas só beneficiaram de 273 milhões de euros em prestações sociais, como revela o relatório estatístico do Observatório das migrações.

O relatório, referente a 2019 e 2020, mostra que “à semelhança de outros fenómenos sociais, há em torno da relação entre imigração e inclusão social ou protecção social alguns erros de percepção”, tendo em conta que a Segurança Social beneficia do saldo positivo que estas pessoas representam. Esse saldo positivo chegou aos 884 milhões de euros em 2019, o valor mais elevado de sempre. Já em 2020, foi alcançado um saldo de 802,3 milhões de euros.

Isto porque na relação entre as contribuições dos estrangeiros e aquilo de que beneficiam do sistema da Segurança Social, os imigrantes contribuem com um valor substancialmente mais elevado do que aquele que obtêm em pensões e subsídios.