Número de desembarques aproxima-se dos níveis pré-pandemia

Em Março, movimentaram-se 3,6 milhões de passageiros nos aeroportos nacionais, o que representa um aumento de 725,2% face a Março de 2021, segundo o INE.

Em Março de 2022, movimentaram-se 3,6 milhões de passageiros nos aeroportos nacionais, o que representa um aumento de 725,2% face a Março de 2021, havendo a registar 18.800 toneladas de carga e correio, no que se traduz num crescimento de 27% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

Se a comparação for feita com Março de 2019, o movimento de passageiros diminuiu 16,1% e o movimento de carga e correio aumentou 8,7%.

No primeiro trimestre de 2022, o número de passageiros aumentou 465,7%, continuando a tendência de aproximação aos níveis registados no período pré-pandémico. Em Março de 2022, registou-se o desembarque médio diário de 59.400 passageiros no conjunto dos aeroportos nacionais (47.800 no mês anterior), valor oito vezes superior ao registado no mesmo mês de 2021 (7.200), aproximando-se do observado em Março de 2019 (69.500).

No primeiro trimestre de 2022, França manteve-se como principal país de origem e de destino dos voos, com crescimentos de 408% no número de passageiros desembarcados e 307,6% no número de passageiros embarcados, relativamente ao mesmo período de 2021. O Reino Unido que, no mesmo período de 2021, não se encontrava entre os cinco principais países, ocupou agora a segunda posição. Espanha assumiu a terceira posição.