Renault e TheArsenale revelam o concept futurista Air4

O ano de 2021 marca o 60º aniversário do Renault 4L, um automóvel que vendeu mais de 8 milhões de unidades, em pelo menos 100 países e por mais de 30 anos.

O ano de 2021 marca o 60º aniversário do Renault 4L, um automóvel que vendeu mais de 8 milhões de unidades, em pelo menos 100 países e ao longo de um período de mais de 30 anos.

Para celebrar o seu 60º aniversário, a Renault tem vindo a realizar uma série de iniciativas ao longo do ano que marcam esta data histórica. Para encerrar este ciclo, a marca decidiu unir forças com o núcleo de design de vanguarda, TheArsenale, para criar um concept car que dê uma reinterpretação futurista e pouco habitual do famoso 4L.

O Renault 4 original era um automóvel simples, eficiente e versátil, que foi construído entre 1961 e 1992. Um automóvel “blue jeans”, como o antigo Presidente do Grupo Renault, Pierre Dreyfus, costumava descrevê-lo. Um verdadeiro ícone, que tanto transportou famílias, empresas e pessoas, como a polícia (gendarmerie) e os serviços postais (La Poste), bem como ajudou várias gerações de jovens automobilistas a sentarem-se, pela primeira vez, ao volante. Os seus valores e qualidades convenceram TheArsenale a colaborar com a Renault na reimaginação de um 4L concebido para circular ao longo de auto-estradas virtuais, acima das nossas cabeças.

AIR4, O RENAULT 4 “VOADOR”

A Renault associou-se ao TheArsenale neste projecto único. O AIR4 é um símbolo de independência e liberdade, nascido da constatação de que o tráfego está a aumentar, as vidas estão a parar, e o mundo acima de nós não é perturbado. Assim, o AIR4 reivindica o ar como a nova estrada do futuro.

Em termos de design, o AIR4 resultou numa reinterpretação deste ícone retro pelo TheArsenale, longe da actual linguagem de design automóvel. O veículo, inteiramente feito de fibra de carbono, mantém as mesmas linhas e dimensões do 4L original, mas apresenta novas capacidades dinâmicas. A rigidez foi completamente revista para incluir novos conceitos, tais como impulso ou elevação, o que exigiu horas de cálculos e testes. Baseando-se em técnicas de desenho generativo, que tiram partido da inteligência artificial, os engenheiros de TheArsenale testaram terabytes de dados para melhorar e afinar as ideias dos designers, mesmo antes de iniciar os primeiros ensaios no mundo real.

“Após um ano de celebração, quisemos criar algo não convencional para encerrar o 60º aniversário da 4L”, destaca Arnaud Belloni, Director de Marketing Global da Marca Renault. “Esta colaboração com TheArsenale surgiu naturalmente. O protótipo de automóvel voador AIR4 é algo ainda não visto e um piscar de olhos de como este ícone poderia ficar daqui a outros 60 anos”.

Para se movimentar, o AIR4 não tem rodas. Em vez disso possui quatro hélices de duas pás, uma em cada canto do veículo. O chassis assenta no meio do quadro onde também ficam os rotores e o condutor pode aceder e sentar-se na cabina do veículo, levantando a concha reimaginada do Renault 4, que é articulada na sua zona frontal.

Do ponto de vista técnico, o AIR4 é alimentado por baterias de polímeros de lítio de 22,000 mAh, que geram uma potência total de 90.000mAh. O veículo conta com uma velocidade máxima horizontal de 26m/s, com uma inclinação de 45° durante os voos, e uma inclinação máxima de até 70°. Pode voar até uma altitude de 700 metros, com uma velocidade de descolagem de 14m/s, limitada a 4 m/s por razões de segurança, e uma velocidade de aterragem de 3 m/s. Por último, o AIR4 oferece um impulso vectorial máximo de 380 kg, ou seja, 95 kg por hélice.