Tecnologia da Fraunhofer Portugal conquista patente europeia

A análise da informação reunida por esta tecnologia permite observar elementos como a posição ergonómica, intensidade, tempo de trabalho e ambiente do local.

A associação Fraunhofer Portugal conquistou recentemente uma patente europeia referente a uma tecnologia que permite analisar o movimento físico dos trabalhadores nos seus postos de trabalho. A inovação em causa recorre a um método e dispositivo automatizado para avaliar o desempenho do trabalhador e o seu risco ergonómico no posto de trabalho.

A inovação tecnológica agora patenteada foi desenvolvida pelos investigadores do centro de investigação Fraunhofer Portugal AICOS (FhP-AICOS) Duarte Folgado, Marília Barandas e Prof. Hugo Gamboa, Senior Scientist no FhP-AICOS e Professor na Universidade Nova de Lisboa, em colaboração com o Prof. Miguel Ângelo Carvalho da Universidade do Minho.

A metodologia agora distinguida tem vindo a ser utilizada no âmbito de um projecto de 1,88 milhões de euros direcionado à Indústria 4.0. O projecto OPERATOR, liderado pelo MIT Portugal, visa criar ferramentas para garantir o bem-estar (físico e mental) dos profissionais em ambientes industriais. No âmbito do OPERATOR, o FhP-AICOS é responsável pela área de user research, pelo desenvolvimento tecnológico de wearables, algoritmos para análise de movimento e pela plataforma digital que permite reunir e cruzar dados quantitativos e qualitativos. A análise da informação reunida possibilita a observação de elementos como a posição ergonómica, intensidade, tempo de trabalho e ambiente do local (como a temperatura), permitindo evitar lesões ou acidentes de trabalho e, consequentemente, aumentar a produtividade, competitividade e modernização industrial.

“Receber a notícia de que nosso pedido de patente europeu foi concedido à nossa inovação tecnológica é um marco importante para nossa investigação nos últimos anos. A patente divulga novos métodos para extrair conhecimento de dados de movimento humano no contexto de linhas de produção. Essa conquista também é um passo significativo para a implantação, em linhas industriais, de novas tecnologias para apoiar os operadores.”, explicam os investigadores.

A associação Fraunhofer Portugal materializa-se através de dois centros de investigação: o Fraunhofer Portugal Research Center for Assistive Information and Communication Solutions (Fraunhofer Portugal AICOS) e o novo Centro de Investigação para Agricultura Inteligente e Gestão de Água (Fraunhofer Portugal AWAM).