UE: 25% dos desempregados encontraram trabalho no 3.ºT

3,8 milhões de pessoas que estavam desempregadas entre Abril e Junho do ano passado conseguiram encontrar um novo posto de trabalho entre Julho e Setembro.

Cerca de 25% dos cidadãos europeus, o equivalente a 3,8 milhões de pessoas que estavam desempregadas entre Abril e Junho do ano passado conseguiram encontrar um novo posto de trabalho entre Julho e Setembro. Trata-se de um número superior ao conjunto de trabalhadores que passaram para a situação de desemprego, mais precisamente 2,7 milhões de cidadãos europeus, de acordo com os dados divulgados esta quinta-feira pelo Eurostat.

Entre o segundo e o terceiro trimestres do ano passado, 8 milhões de europeus mantiveram-se no desemprego, ou seja, 51,6% dos desempregados não conseguiram regressar ao mercado de trabalho. No entanto, 24,4%, os já referidos 3,8 milhões de pessoas conseguiram regressar ao mercado de trabalho, enquanto 3,7 milhões de desempregados (23,9%) passaram para a inactividade.

O Eurostat sublinha que são consideradas inactivas as pessoas que estão fora do mercado de trabalho, ou seja, nem estão empregadas nem estão desempregadas. Desse universo, constam, por exemplo, os estudantes e os pensionistas, que não trabalham nem estão disponíveis para trabalhar.